29 de dez de 2010

Mais que amigos - cap III

      Existe dia pior que Segunda-feira? Definitivamente não!
Eu podia fingir que estava passando mal, podia mentir dizendo que era conselho de classe e não teria aula. Podia fingir que estava indo e desviar do caminho, mas pra onde eu iria? E seja lá qualquer coisa que eu fosse fazer nessa manhã, eu ainda pensaria nele – e na vaca da namoradinha dele.
-Oh meu Deus! – eu o reflexo no espelho, eu parecia a noiva cadáver. Não, não parecia, porque até ela conseguia ser mais bonita do que eu nesse momento.
Totalmente sem ânimo pra me arrumar. Essa é a única hora onde agradeço por ainda existirem uniformes. Seria, simples e prático como um rabo-de-cavalo.

-Bom dia querida! – disse a minha mãe com um sorriso enorme no rosto. A única coisa que consegui pensar foi: Quero voltar pra cama!
-Oi mãe – foi o que consegui responder.
-Quando você quiser conversar sobre o que te deixou trancada no quarto o final de semana inteiro, eu estarei aqui.
-Ok, mãe – eu não queria falar sobre o que aconteceu com ninguém, muito menos com a minha mãe. Por mais que eu soubesse que ela só queria ajudar. Não queria ouvir dela “tudo vai ficar bem querida”. Tava cansada de todo mundo dizendo que ficaria bem. Ei, alow! Cadê meu final feliz? Ei senhora dos contos de fadas, esqueceu da garota aqui?!
-Se quiser carona ande logo, estou atrasado – era o meu pai, atrasado como sempre.
-Já terminei.
-Não querida, você não comeu nada. Ah Gustavo, ta vendo, agora ela não vai comer mais, quer que ela passe mal no colégio? – minha mãe zangou com ele, na verdade ele estava me fazendo um favor, porque eu não queria comer, eu só queria dormir. Então eles começaram a discutir, era melhor eu escovar os dentes e deixar eles discutindo.
O meu dia já tinha começado ruim com meus pais discutindo, mas como sempre as coisas podem ficar pior – oh não! Tão cedo não!
-Marina! – era o Davi, e pra piorar ele estava vindo com a namorada dele na minha direção.
-Ei – disse eu.
-Deixa eu te apresentar oficialmente a minha namorada, Marina essa é a Camila. Camila essa é a minha melhor amiga Marina. – ele estava com um sorriso enorme no rosto, isso me fez querer vomitar.
-Oi Marina, prazer em te conhecer – disse a Camila, e ainda meu deu 2 beijinhos de cumprimento.
-Eu preciso ir, vejo vocês depois – e saí como um furacão.
Fui correndo para o banheiro, mas não tinha um livre, todos ocupados; maldito azar! Então corri para o vestiário e comecei a chorar. Mais? É! Mais. Imaginar a felicidade dos dois durante o final de semana não se comparava a ver a felicidade deles. Eu não estava aguentando, precisava chorar.
-Oi, você está bem? – perguntou o garoto.
-Quê?! – perguntei. Eu me virei pra olhar. Ah não! Era o Matheus – o garoto mais bonito do colégio.
-Eu tava na quadra e vi você correndo e chorando, vim saber se ta tudo bem – perguntou meio sem jeito. Nossa! Aqueles olhos verdes eram muito mais bonitos quando se olhava de perto.
-Eu estou bem, só preciso ficar sozinha – peraí, o garoto mais bonito do colégio tava preocupado comigo e eu mandando ele ir embora? Como eu sou burra.
-Ok, você quem sabe – e foi embora.

(continua)

3 comentários:

Raquel disse...

O garoto mais lindo do colégio? Será

yonara disse...

to adorando *.*

Zack disse...

mais mais mais *-* podia ser escritora (y)

Postar um comentário

Me diga o que quiser. Críticas? Elogios? Ideias? Precisa conversar ou quer um conselho? Fique a vontade pra escrever nesse espaço.